Projeto Águas

Vamos cuidar da nossa água?


Você sabia que pelo menos 25% das águas do Lago Paranoá são formadas em um região pertinho do Lago norte, conhecida como "Serrinha do Paranoá" (microbacia do Paranoá Norte)? A região conta com 9 córregos, mais de 80 nascentes e até cachoeira!


Esses cursos d'água precisam de mais proteção pois estão em risco. É por isso que Projeto Águas tem como objetivo reverter a atual tendência de destruição e comprometimento das nascentes e córregos da Serrinha do Paranoá. O Projeto conta (e quer contar ainda mais!) com o apoio da comunidade em várias atividades, dentre elas mutirões de plantio de reflorestamento de nascentes.


Se interessou? Curta a página e fique ligado nos eventos!

https://www.facebook.com/projetoaguasdf/





- SOBRE O PROJETO: O projeto visa contribuir para a formação do cidadão e de uma rede de sustentabilidade comunitária que aprenda a defender as microbacias hidrográficas do Paranoá Norte, pois delas dependem a sua qualidade vida. A formação teórico-vivencial possibilitará, de modo participativo, a identificação de ações coletivas simples, que possibilitem a melhoria da qualidade de vida nesta região com baixa densidade populacional e alto grau de sensibilidade ambiental. Muitos não valorizam essa localidade que integra o patrimônio cultural e paisagístico. Devido às suas características topográficas acidentadas e à presença de mananciais e corredores ecológicos para a fauna e flora nativas do DF, tem como vocação principal a preservação ambiental, atividades de lazer, cultura e ecoturismo. A principal estratégia do projeto Águas é o estabelecimento de conexões entre indivíduos e a coletividade, identificando e valorizando pessoas e projetos.


- SOBRE A SERRINHA:


A Serrinha do Paranoá é a região que se estende do Varjão até o Parque Vivencial dos Pinheiros, no Paranoá, sendo delimitada pelas paralelas DF-005 e DF-001. É composta pelos Núcleos Rurais que recebem o nome de seus Córregos: Torto, Urubu, jerivá, Palha, Taquari, Capoeira do Bálsamo, Tamanduá, Olhos D’Água, Boa Esperança e Bananal. O nome “Serrinha do Paranoá” foi criado pelo historiador goiano Paulo Bertran (1948-2005), autor de vários livros sobre o Cerrado e criador do Memorial das Idades do Brasil, localizado no Tamanduá, onde residiu. A denominação da Serrinha faz referência às formações rochosas de 50 a 100 metros acima do nível do lago Paranoá, que constituem os rebordos da Chapada da Contagem. A área é rica em nascentes e biodiversidade - mais de 100 nascentes já foram mapeadas pelo Projeto comunitário local: “Águas da Serrinha do Paranoá”-, de onde se originam nove córregos, que integram a sub-bacia norte do Lago Paranoá, uma área ambientalmente sensível, exigindo uma ocupação humana sustentável e de baixa densidade populacional. A Serrinha destaca-se como Área de Relevante Interesse Ecológico (ARIE) do Torto, Tamanduá e Bananal, constituídas por lei, a partir de estudos técnicos específicos. Integrante da Área de Proteção Ambiental (APA) do Planalto Central e do Paranoá. E é também uma área relevante de produção de águas limpas para o abastecimento da população de Brasília, DF. SOS SERRINHA DO PARANOÁ – SALVE AS ÁGUAS DE BRASÍLIA #SerrinhaDoParanoáProdutoraDeÁgua #SOSÁguasDeBrasília #MAISCERRADO #ÁguaÉVida


- MAIS INFORMAÇÕES: Facebook: Projeto Águas DF Email: projetoaguas@gmail.com serrinhadoparanoa@gmail.com infocadosol@gmail.com Blog: http://ocadosol.blogspot.com.br/p/projeto-aguas.html